• Pra. Rose Carneiro

Independência de Israel e as Bençãos Desse Período


Vamos começar falando sobre a importância desse período para a vida de todos os que amam o Eterno. No longo intervalo entre a destruição do segundo Templo e a tão esperada redenção, o povo de Israel acabou se espalhando por toda a face da terra, subjugando-se a nações estrangeiras, vendo negados os seus direitos à naturalização – que poderiam ao menos proporcionar um repouso temporário.

No exílio, dispersos por todo o mundo, os israelitas permaneceram fiéis à Terra de Israel, e a promessa da terra continuou em pé para que todos retornassem a ela, para reconstruí-la e desfrutar de todo o seu bem.

E foi no dia 5 de Iyar de 5708 (1948), que esse ano será dia 29 de abril, o povo judeu retomou o domínio de parte da Terra Prometida de Israel. Após 1884 anos tão amargos – ao longo dos quais essa terra permaneceu abandonada, em estado de ruína e devastação. Nesse período, finalmente a soberania judaica foi restabelecida sobre a Terra de Israel.

É uma grande honra podermos comemorar essa vitória, conseguirmos enxergar o significado dessa vitória.

Além disso temos outros fatos muito significativos desse período.

Medite em Êxodo 15:22-2, 16:1-15, 16:22-23

  • O milagre das águas amargas ficarem doces;

  • A promessa de que não seriam atingidos pelas doenças que os egípcios sofreram se dessem atenção às suas ordenanças;

  • Fez chover pão do céu;

  • Trouxe codornas para alimentá-los com carne;

  • Estabeleceu o shabbat sagrado.

Este período é marcado de milagres, de curas, de provisão e do descanso em Deus.

Aquele povo tinha saído de uma condição de escravos para serem livres e por isso precisavam saber a quem estavam servindo.

Deus mostrou o Seu poder, fez coisas que ao homem natural é impossível realizar, naquele tempo ou nesse, para que eles acreditassem e pudessem descansar em Deus.

Estamos vivendo um período que precisamos ser guardados de doenças, que precisamos da provisão porque não podemos trabalhar.

Êxodo 16:28 – Adonai disse a Moisés: “Até quando vocês se recusarão a guardar minhas mitzvot e meus ensinos?”

Nós continuamos a nos alimentar do pão vivo que desceu do céu, Yeshua. A cada Rosh Chodesh comemoramos essa festa e declaramos que fazemos parte do Corpo e do Sangue.

João 6:49 – Seus pais comeram maná no deserto e morreram. O pão que desce do céu é tamanho que uma pessoa pode comer dele e não morrer. Eu sou o pão vivo que desceu do céu; se alguém comer deste pão, viverá para sempre.

O que nos faz diferente de todos é a fé num Deus que é Soberano sobre tudo e sobre todos.


0 visualização
SOBRE NÓS

A Igreja Cristã tem suas raízes firmadas em Israel, sua visão voltada para Terra Santa, onde o Eterno tem dado a oportunidade de conhecer e vivenciar, na prática, as festas bíblicas e os estatutos perpétuos.

LOCALIZAÇÃO

(21) 2721-3971

 

Rua Doutor Celestino, 48 - Centro Niterói/RJ | CEP 24020-091

 

contato@igrejacrista.org.br

CONECTE-SE
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

© 2018 por Eduardo  Carneiro.