• Pra. Rose Carneiro

O Milagre do Fogo


Muitos dizem que estamos vivendo tempos difíceis, mas quando foi fácil?

Cada ocasião tem questões que causam apreensão nas pessoas.

A algum tempo foram as chuvas que deixaram muitos mortos e desabrigados. Em outra ocasião foram imigrantes tentando fugir de seus países de origem buscando novas oportunidades e nesse trajeto muitos morreram, outros foram deportados...

Tivemos o rompimento da barragem em Brumadinho, com 238 pessoas desaparecidas e 110 mortes confirmadas. Além disso muitas queimadas em Portugal, Austrália, Brasil... Essa semana um vulcão entrou em erupção na Indonésia. Além de tudo isso tem uma praga que está presente na maioria dos países do mundo e cada um tenta sobreviver da maneira que sabe e que pode.

Cada um tem à sua maneira de ver uma mesma situação. Uns não ligam de sair de casa, outros têm um medo terrível de sair, outros ainda acham um exagero o que falam, outros que o governo deveria fazer mais alguma coisa.

O certo é que a vida vai continuar, os dias continuarão a nascer no mesmo horário e vão se esconder no início da noite. Essa certeza nós temos por que sabemos que quem criou todas as coisas continua no poder.

O que nos traz conforto é saber que estamos próximos do Criador. Falamos com Ele o tempo todo, adoramos Sua majestade sempre, procuramos cumprir a lei, não apartamos as escrituras dos nossos olhos, sempre nos reunimos para buscar Sua face em amor...

Num dos nossos cultos foi falado sobre o fogo, sobre o fogo do mundo físico e o fogo do mundo espiritual. Que diferença existe entre eles? Aliás, existe diferença?

No Livro de Daniel encontramos um acontecimento muito interessante. Entre os exilados que foram para a Babilônia, quatro jovens se destacaram. Eles eram príncipes, tinham uma linhagem real, mas passaram a servir como escravos.

A primeira providência deles no território do inimigo foi não se deixar contaminar, eles não quiseram se envolver com os hábitos naquela gente, nem mesmo com o que comiam. Eles sabiam que tudo aquilo que entrava pela boca e que estava consagrada aos ídolos daquela nação iria contaminá-los, por isso eles rejeitaram, eles não quiseram fazer parte daquela idolatria. Eles estavam lá, mas não eram de lá. Eram príncipes, faziam parte da nobreza de Israel e se posicionaram como tal.

Centenas de pessoas foram levadas cativas, mas somente quatro se destacaram, Dan’el, Hananyah, Mish’el e Azaryah.

Esse posicionamento teve uma resposta de Deus quando precisaram. No tempo da angústia Deus os atendeu. Por eles não se dobrarem para a estátua do rei, três deles foram sentenciados a morte, para morrerem queimados. Assim foram amarrados pelos homens mais fortes do exército do rei, amarrados com suas capas, mantos, túnicas...

O homem fez uma fornalha e a acendeu grandemente, sobremaneira. O fogo havia sido produzido pelo homem. Os soldados que foram jogá-los na fornalha, morreram queimados. Já os três amigos que foram jogados na fornalha, saíram de lá sem ter nem cheiro de fumaça.

O mesmo fogo queimou alguns e salvou outros.

O que aconteceu? A diferença estava em quem estava na fogueira.

Deus mudou a história daqueles homens pela trajetória que tiveram. Deus honrou seus servos e fez o nome Dele conhecido a todos os povos, nações e línguas que vivem em toda a terra, até os dias de hoje.

O fogo só queima quem Deus quiser que queime. Depende do Seu propósito e da postura da pessoa. Aqueles três príncipes receberam o que estavam acostumados, o milagre. Eles sabiam que Deus tinha o poder de abrir o mar, de usar coluna de nuvem, coluna de fogo etc.

Os soldados estavam acostumados com o fogo que consome, com o que eles faziam, com o trabalho de suas mãos, com o que foram ensinados a adorar e foram queimados pelo fogo deles.

Os israelitas foram levados cativos por causa da desobediência, mas desde os tempos de Abrãao estavam acostumados aos milagres e providência de Deus. Esses milagres foram mais evidentes no tempo da saída dos hebreus do Egito, quando Deus se tornou conhecido por todas as nações, pelos milagres que operou durante os 40 anos de caminhada no deserto até a conquista da terra prometida.

Aqueles jovens não presenciaram só o episódio do milagre da fornalha.

Quando Daniel foi lançado numa cova que estava cheia de leões e permaneceu lá durante toda uma noite, Deus fechou a boca dos leões e ele saiu de lá ileso.

O rei daquela nação teve seu corpo transformado no corpo de um animal. Das iguarias que comia nos seus banquetes, passou a comer a grama molhada pelo orvalho. O sucessor desse mesmo rei viu uma grande mão na parede da sala de banquetes do seu palácio escrevendo a sua sentença de morte.

Enquanto o povo de Deus permaneceu lá, os olhos do Senhor estiveram sobre eles. Daniel teve revelações tremendas do fim dos tempos, dos reinos que se levantaram depois daquela época e foi um período de cativeiro, de cumprimento da sentença de Deus. Deus quer estar com o Seu povo.

Quando os filisteus levaram a Arca da Aliança para o território deles, Deus causou tantos estragos que tiveram de devolvê-la para o território israelita. Lá não era o lugar da Arca. O lugar da Arca era com Seu povo. Deus continua reinando sobre toda a terra. A história continua a ser escrita.

Para quem é carnal, o sentido da sua vida é o mundo. Embora possa conhecer a Bíblia, ir à Igreja, tenha dons, a sua vida se move de acordo com o curso desse mundo, com a mentalidade do mundo. Para esses, o fogo queima, o leão morde...

Para quem é espiritual, o sentido da sua vida é o reino. Embora ande nesse mundo, não se move de acordo com ele. Sua provisão vem do Senhor, não vive sem a adoração, precisa se alimentar da palavra, tem sede da visitação do Senhor, não abre mão da busca pelo milagre.

Isaías 43:1-2 - "Mas agora, assim diz o SENHOR que te criou, ó Jacó, e que te formou, ó Israel: Não temas, porque eu te remi; chamei-te pelo teu nome, tu és meu.

Quando passares pelas águas estarei contigo, e quando pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti."

Somos do Senhor, somos ovelhas do Seu pasto. Creia!

#mensagem

4 visualizações
SOBRE NÓS

A Igreja Cristã tem suas raízes firmadas em Israel, sua visão voltada para Terra Santa, onde o Eterno tem dado a oportunidade de conhecer e vivenciar, na prática, as festas bíblicas e os estatutos perpétuos.

LOCALIZAÇÃO

(21) 2721-3971

 

Rua Doutor Celestino, 48 - Centro Niterói/RJ | CEP 24020-091

 

contato@igrejacrista.org.br

CONECTE-SE
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

© 2018 por Eduardo  Carneiro.