• Eduardo Carneiro

O Nascimento de Yeshua


O nascimento de Yeshua já havia sido profetizado por muitos profetas da Tanakh, e por mais que muitos ainda acreditem que ele nasceu em dezembro, podemos ver nas escrituras que seu nascimento revela o plano de restauração do Senhor.

Desde que o povo saiu do Egito, Deus tinha o objetivo de manifestar sua glória no meio de Seu povo e manda que Moisés construísse uma tenda, para que ele pudesse habitar no meio deles.

Da mesma forma, inspirado pelo Senhor, Davi projeta o Primeiro templo em Yerushalayim, o local que Adonai escolheu para por o Seu nome. Este primeiro templo foi inaugurado no dia de Sukkot (2 Crônicas 7:9), um local da habitação da glória de Adonai.

Yeshua, que é o esplendor da glória de Adonai, vem ao mundo também na Festa de Sukkot; nascido de mulher em um corpo corruptível, assim com aquelas cabanas feitas com produtos da terra da época do deserto.

As escrituras falam o momento exato do calendário na qual Yeshua nasce.

Lucas 01: 5 Houve nos dias do Rei Herodes, rei da Judéia, um sacerdote chamado Zacarias, da turma de Abias; e sua mulher era descendente de Arão, e chamava-se Isabel. 6 Ambos eram justos diante de Deus, andando irrepreensíveis em todos os mandamentos e preceitos do Senhor. 7 Mas não tinham filhos, porque Isabel era estéril, e ambos avançados em idade. 8 Ora, estando ele a exercer as funções sacerdotais perante Deus, na ordem da sua turma, 9 segundo o costume do sacerdócio, coube-lhe por sorte entrar no santuário do Senhor, para oferecer o incenso; 10 e toda a multidão do povo orava da parte de fora, à hora do incenso. 11 Apareceu-lhe, então, um anjo do Senhor, em pé à direita do altar do incenso. 12 E Zacarias, vendo-o, ficou turbado, e o temor o assaltou. 13 Mas o anjo lhe disse: Não temais, Zacarias; porque a tua oração foi ouvida, e Isabel, tua mulher, te dará à luz um filho, e lhe porás o nome de João;

[...] 23 E, terminados os dias do seu ministério, voltou para casa. 24 Depois desses dias Isabel, sua mulher, concebeu, e por cinco meses se ocultou, dizendo: 25 Assim me fez o Senhor nos dias em que atentou para mim, a fim de acabar com o meu opróbrio diante dos homens. 26 Ora, no sexto mês, foi o anjo Gabriel enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, 27 a uma virgem desposada com um varão cujo nome era José, da casa de Davi; e o nome da virgem era Maria. 28 E, entrando o anjo onde ela estava disse: Salve, agraciada; o Senhor é contigo. 29 Ela, porém, ao ouvir estas palavras, turbou-se muito e pôs-se a pensar que saudação seria essa. 30 Disse-lhe então o anjo: Não temas, Maria; pois achaste graça diante de Deus. 31 Eis que conceberás e darás à luz um filho, ao qual porás o nome de Jesus. 32 Este será grande e será chamado filho do Altíssimo; o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi seu pai; 33 e reinará eternamente sobre a casa de Jacó, e o seu reino não terá fim. 34 Então Maria perguntou ao anjo: Como se fará isso, uma vez que não conheço varão? 35 Respondeu-lhe o anjo: Virá sobre ti o Espírito Santo, e o poder do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra; por isso o que há de nascer será chamado santo, Filho de Deus. 36 Eis que também Isabel, tua parenta concebeu um filho em sua velhice; e é este o sexto mês para aquela que era chamada estéril; 37 porque para Deus nada será impossível. 38 Disse então Maria. Eis aqui a serva do Senhor; cumpra-se em mim segundo a tua palavra. E o anjo ausentou-se dela. 39 Naqueles dias levantou-se Maria, foi apressadamente à região montanhosa, a uma cidade de Judá, 40 entrou em casa de Zacarias e saudou a Isabel. 41 Ao ouvir Isabel a saudação de Maria, saltou a criancinha no seu ventre, e Isabel ficou cheia do Espírito Santo, 42 e exclamou em alta voz: Bendita és tu entre as mulheres, e bendito é o fruto do teu ventre! 56 E Maria ficou com ela cerca de três meses; e depois voltou para sua casa.

Como vocês podem observar, Zacarias era sacerdote do turno de Abias. E que turno seria esse? I Crônicas 24: 1 As turmas dos filhos de Arão foram estas: os filhos de Arão: Nadabe, Abiú, Eleazar e Itamar. 2 Mas Nadabe e Abiú morreram antes de seu pai, e não tiveram filhos; por isso Eleazar e Itamar exerciam o sacerdócio. 3 E Davi, juntamente com Zadoque, dos filhos de Eleazar, e com Aimeleque, dos filhos de Itamar, os distribuiu segundo os deveres do seu serviço. 4 E acharam-se mais chefes dentre os filhos de Eleazar do que dentre os filhos de Itamar; e assim foram distribuídos: dos filhos de Eleazar, chefes das casas paternas, dezesseis; e dos filhos de Itamar, segundo as suas casas paternas, oito. 5 Assim foram distribuídos por sortes, tanto uns como os outros; porque havia príncipes do santuário e príncipes de Deus, tanto dentre os filhos de Eleazar, como dentre os filhos de Itamar. 6 E os registrou Semaías, filho de Netanel, o escrivão dentre os levitas, diante do rei, dos príncipes, de Zadoque, o sacerdote, de Aimeleque, filho de Abiatar, e dos chefes das casas paternas entre os sacerdotes e entre os levitas, tomando-se uma casa paterna para Eleazar, e outra para Itamar. 7 Assim a primeira sorte saiu a Jeoiaribe, a segunda a Jedaías, 8 a terceira a Harim, a quarta a Seorim, 9 a quinta a Malquias, a sexta a Miamim, 10 a sétima a Hacoz, a oitava a Abias, 11 a nona a Jesuá, a décima a Secanias, 12 a undécima a Eliasibe, a duodécima a Jaquim, 13 a décima terceira a Hupá, a décima quarta a Jesebeabe, 14 a décima quinta a Bilga, a décima sexta a Imer, 15 a décima sétima a Hezir, a décima oitava a Hapizes, 16 a décima nona a Petaías, a vigésima a Jeezquel, 17 a vigésima primeira a Jaquim, a vigésima segunda a Gamul, 18 a vigésima terceira a Delaías, a vigésima quarta a Maazias. 19 Esta foi a distribuição deles no seu serviço, para entrarem na casa do Senhor, segundo lhes fora ordenado por Arão, seu pai, como o Senhor Deus de Israel lhe tinha mandado.

Cada turma exercia o sacerdócio por quinze dias, por isso foi preciso distribuir o serviço em vinte e quatro turnos. Zacarias era do turno de Abias (em marrom no calendário), ou seja, quarto mês.  Izabel, a mulher de Zacarias, concebeu após o turno de Abias, ou seja, no quinto mês (2ª quinzena de julho - em cinza no calendário), segundo o calendário judaico. 

Acompanhe no calendário abaixo:

Miriam, a virgem, concebeu quando Izabel estava no sexto mes de gestação, ou seja, no meado do décimo mês (em verde no calendário). Nove meses depois chegamos ao meado do sétimo mês (em azul no calendário), onde se comemora a Festa de Sukkot.

Existem outros fatores interessantes, que apoiam ainda mais este cálculo. A festa de Sukkot é uma das três principais festas de peregrinação, onde todo o povo subia a Jerusalém para celebrar ao Eterno. Desta forma, é totalmente compreensível o fato de que não havia lugar em hospedarias em Jerusalém e nem nas regiões vizinhas. Além da celebração, naquele ano estava sendo realizado um censo, o que atrairia ainda mais as pessoas. 

Yeshua nasce em Sukkot, fazendo com que a glória de Adonai habitasse no nosso meio, cheio de graça e de verdade.

Compartilhe esta verdade!

#Yeshua #EstudoBíblico #Natal #Sukkot

SOBRE NÓS

A Igreja Cristã tem suas raízes firmadas em Israel, sua visão voltada para Terra Santa, onde o Eterno tem dado a oportunidade de conhecer e vivenciar, na prática, as festas bíblicas e os estatutos perpétuos.

LOCALIZAÇÃO

(21) 2721-3971

 

Rua Doutor Celestino, 48 - Centro Niterói/RJ | CEP 24020-091

 

contato@igrejacrista.org.br

CONECTE-SE
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

© 2018 por Eduardo  Carneiro.